Vida-Alheia

Simaria chora ao falar da tuberculose: 'Não tinha força para pegar meu filho'

A cantora decretou ainda que vai mudar de vida: "Não quero mais fazer 30 shows por mês. Isso é vida?"

[Simaria chora ao falar da tuberculose: 'Não tinha força para pegar meu filho']
Foto : Divulgação

Por Metro1 no dia 28 de Maio de 2018 ⋅ 11:10

Afastada dos palcos desde 9 de abril devido a problemas de saúde, a cantora Simaria (dupla com Simone) chorou ao falar sobre a tuberculose ganglionar que tem tratado. "Peso 50 quilos e eu caí pra 42. Eu não podia pegar meu filho no colo porque eu não tinha forças. Ele tem 2 anos e meio e ficava pedindo para mamar", disse, muito emocionada, no "Fantástico" deste domingo (27).

Ela lembrou ainda o show em Londrina, no Paraná, quando o alarme disparou. "Minha língua secava, eu não respirava direito. Não sei como consegui fazer. Eu voltava para o camarim o tempo todo porque minha pressão baixava. Então eu voltava para o camarim, colocava sal na boca e voltava. Eu entendi que era hora de ir para casa e procurar um médico", disse.

O infectologista David Uip, que cuida da cantora, afirmou que a doença se manifestou por causa dos excessos da agenda: "Para mim está muito claro: ela se excedeu. Fez show demais, cantou demais, viajou demais, comeu de menos". Simaria concorda. "Desde os meus 14 anos até 35 anos eu trabalhei igual a um burro de carga. Já cheguei a fazer três shows em uma noite. Quem tem vida assim? Isso é vida? Não quero mais fazer 30 shows por mês", decretou. 

E continuou a descrever a rotina antes de descobrir a tuberculose: "Eu dormia três horas por noite. Mas o que mais mata a pessoa é a distância de um lugar para o outro. Porque é nessa distância que você não tem o que comer e eu acabava comendo sanduíche, porcaria no final do show".

Notícias relacionadas

[Família coloca casa de Arlindo Cruz à venda]
Vida Alheia

Família coloca casa de Arlindo Cruz à venda

Por Metro1 no dia 03 de Setembro de 2019 ⋅ 13:30 em Vida Alheia

O imóvel foi avaliado em R$ 800 mil e está em um condomínio que processou o cantor, no ano passado, por falta de pagamento