METROPOLE

Domingo, 16 de maio de 2021

Bahia

Justiça do Trabalho proíbe Ford de demitir funcionários da fábrica de Camaçari

Liminar foi concedida ontem à noite e demissões só poderão ser efetivadas após acordo entre empresa e funcionários ser encerrado

Justiça do Trabalho proíbe Ford de demitir funcionários da  fábrica de Camaçari

Foto: Divulgação/FordBA

Por: Cristiele França no dia 06 de fevereiro de 2021 às 07:31

A Justiça do Trabalho da Bahia concedeu uma liminar ontem à noite suspendendo a demissão coletiva de funcionários da Ford da fábrica de Camaçari, na região metropolitana de Salvador. A decisão proíbe que as demissões sejam efetivadas até que o acordo entre a empresa e os funcionários seja encerrado. Ainda não há informações se a Ford já foi notificada, mas ainda cabe recurso da decisão.

De acordo com a decisão do juiz Leonardo de Moura Landulfo Jorge, da 3ª Vara do Trabalho de Camaçari, durante as negociações e enquanto os contratos de trabalho estiverem em vigor, a Ford não poderá suspender o pagamento dos salários e das licenças remuneradas dos trabalhadores.  A empresa também não pode praticar "assédio moral negocial, de apresentar ou oferecer propostas ou valores de forma individual aos trabalhadores, durante a negociação coletiva, devendo, caso seja do seu interesse, informar a coletividade das tratativas através de comunicados oficiais".

O juiz determinou ainda que, caso a liminar não seja cumprida, seja aplicada uma multa de R$ 1 milhão por item descumprido, além de mais R$ 50 mil por trabalhador atingido.

Com o encerramento das das atividades da fábrica Ford, Camaçari, cidade que abriga o maior Polo Industrial da Bahia,  pode ter perda de 10% na arrecadação de receitas. Além disso,  o município vai registrar mais de 12 mil demissões.

TV METRO

Entrevistas

Alice Portugal

Em 14 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Justiça do Trabalho proíbe Ford de demitir funcionários da fábrica de Camaçari - Metro 1