Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bahia

Bahia completa 1 ano do primeiro caso de Covid-19 com recordes e pré-colapso

Nos últimos dias, a crise se agravou com recordes na média móvel, de ocupação total de leitos, de internados em UTI, de ocupação das UTIs

[Bahia completa 1 ano do primeiro caso de Covid-19 com recordes e pré-colapso]
Foto : Paula Fróes/GOVBA

Por Cristiele França no dia 06 de Março de 2021 ⋅ 11:59

A Bahia completa neste sábado (6), um ano do primeiro caso oficial de Covid-19. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), a primeira pessoa infectada é uma mulher de 34 anos,de Feira de Santana. Ela havia voltado de viagem da Itália, antigo epicentro da pandemia. Ela retornou da Europa no dia 25 de fevereiro, após passagens por Milão e Roma, onde aconteceu a contaminação. Ela passou a Covid-19 para a sua empregada doméstica, que transmitiu a doença para a mãe. 

Doze meses depois, a Bahia registra 12.353 mortes contabilizadas pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). No total, 706.375 pessoas já foram contaminadas pelo novo coronavírus na Bahia. Dos 22.233 casos ativos, 991 estão internados em leitos de UTI adulto exclusivos de tratamento da doença - estes números significam 87% de ocupação dos leitos, mesmo com a abertura gradativa destes espaços no estado.

Nos últimos dias, a crise se agravou. Somente desde o último domingo (28), houve recordes na média móvel (4.421), de ocupação total de leitos (75), de internados em UTI (991), de ocupação das UTIs (87%). Na semana anterior, houve também marcas quebradas de mortes em 24h (137) e de casos diários (6.520). Houve também recorde de mortes em 24h em Salvador: 51.

Outra preocupação é a quantidade de variantes da Covid-19, pois o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA), gerido pela Sesab já detectou seis linhagens diferentes do novo coronavírus, dez casos da variante de Manaus e circulação da cepa peruana no estado. Além disso, a Vigilância Epidemiológica do Estado da Bahia confirmou a transmissão comunitária da variante B.1.1.7 do SARS-CoV-2, originalmente detectada no Reino Unido, no estado. Em 5 de março, dezessete casos da variante de Manaus foram confirmados pela Sesab. Ainda de acordo com o órgão estadual, seis casos da variante do Reino Unido também foram confirmados.

Com a possibilidade cada vez mais próxima de um colapso do sistema de saúde na Bahia, o governador Rui Costa (PT) endureceu as medidas e, em consonância com alguns prefeitos baianos, decretou toque de recolher em todo o estado, além do fechamento de atividades não essenciais em áreas específicas. Em Salvador, o prefeito Bruno Reis (DEM) determinou a abertura de mais um hospital de campanha numa quadra esportiva em Itapuã. O município também tomou para si a administração do Hospital Salvador.

Notícias relacionadas