Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bahia

Unipar e AES Tietê firmam acordo para geração de energia eólica na Bahia

Parque deve ter construção iniciada neste ano e ficará localizado em Tucano, Biritinga e Araci

[Unipar e AES Tietê firmam acordo para geração de energia eólica na Bahia]
Foto : Metropress

Por Matheus Simoni no dia 09 de Março de 2021 ⋅ 12:32

A AES Tietê e a Unipar assinaram um acordo de investimento para a construção de uma joint venture para geração de energia eólica na Bahia. O parque eólico ficará instalado em Tucano, Biritinga e Araci, todos municípios baianos. O projeto possuirá 155 megawatts (MW) de capacidade elétrica instalada, com 60 MW já comercializados com a própria Unipar por meio de um contrato com prazo de 20 anos, que entrará em vigor a partir de 2023.

Unipar e AES Tietê estimam um investimento de R$ 4 milhões por megawatt instalado – o que representa um investimento total de R$ 620 milhões, a ser dividido entre as empresas. "Nós somos os líderes na produção de soda/cloro da América do Sul e somos o segundo maior produtor de PVC da América do Sul. A produção de cloro/soda leva, no seu processo de matéria-prima, a energia elétrica, como consumidores intensivos de energia elétrica. Levando em conta a relevância dessa matéria-prima, é sempre um tema que a gente já havia abordando no sentido de fazer o investimento para migrar uma integração no nosso fornecimento de insumos. Através de uma fonte de energia renovável que nos dá sustentabilidade e aumenta a nossa competitividade", afirmou Sérgio Santos, gerente de relações com investidores da Unipar, em entrevista a Mário Kertész e Malu Fontes hoje (9) na Rádio Metrópole

Para Rogério Jorge, diretor de relacionamento com cliente da AES Brasil, a parceria vai viabilizar um crescimento das duas companhias. "São duas empresas que querem crescer e serem sustentáveis, tanto no ponto de vista socioambiental quanto econômico. É nesse contexto que nós conseguimos estruturar um projeto para crescer o parque de geração da AES no Brasil, entregar energia limpa e competitiva para a Unipar poder executar seus planos de crescimento e desenvolver uma região na Bahia que nós encontramos um potencial muito grande", declarou. 

Notícias relacionadas