Segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

Bahia

Artista é roubado em Boipeba, reclama de ausência de Polícia Civil na ilha e faz rifa para reaver perdas

O morador denuncia que a ilha não possui Polícia Civil, órgão responsável pela investigação de delitos

Artista é roubado em Boipeba, reclama de ausência de Polícia Civil na ilha e faz rifa para reaver perdas

Foto: Reprodução

Por: Maria Clara Andrade no dia 30 de novembro de 2021 às 14:10

O artista Sindri Mendes se viu sem boa parte do seu patrimônio da noite para o dia. Na madrugada do último dia 20, Mendes teve sua casa em Boipeba invadida e todos os seus equipamentos de trabalho levados. Ele estima que tenha tido um prejuízo de cerca de R$20 mil, dentre câmera fotográfica, notebook e outros. Até mesmo o botijão de gás foi furtado. 

A Ilha de Boipeba tem mais de 15 mil habitantes e Mendes afirma que casos como o dele não são tão incomuns. "Aqui é carente do apoio público, no sentido administrativo mesmo. Já existem vários casos de casas que são invadidas e roubadas", diz o morador, que conta ainda que, na ilha, não existe unidade da Polícia Civil - órgão responsável pela investigação e elucidação de delitos. 

A Polícia Civil mais próxima fica em Cairu, município ao qual Boipeba faz parte. Para prestar uma queixa, o morador precisa deixar a ilha de barco, em uma viagem de cerca de uma hora. 

Em Boipeba, Mendes buscou ajuda com a Polícia Militar. Mas a resposta foi taxativa: "não podemos fazer nada", disseram. 

Agora, o artista visual anunciou uma rifa colaborativa em seu perfil no Instagram. Amigos de Mendes ofereceram obras para serem rifadas, pelo valor de R$15 e, assim, arrecadar ao menos uma parte do que foi perdido.

Artista é roubado em Boipeba, reclama de ausência de Polícia Civil na ilha e faz rifa para reaver perdas - Metro 1