Domingo, 15 de maio de 2022

Bahia

Defensoria e Ministério Público pedem inclusão de gênero não-binário no registro civil ao TJ-BA

Ofício destaca ainda que diversos países, a exemplo de Argentina, Holanda e Paquistão, de alguma forma já reconheceram um terceiro gênero na emissão de documentos

Defensoria e Ministério Público pedem inclusão de gênero não-binário no registro civil ao TJ-BA

Foto: Divulgação

Por: Metro1 no dia 06 de maio de 2022 às 13:19

A Defensoria Pública da Bahia (DPE-BA) e o Ministério Público do Estado (MP-BA) solicitaram à Justiça a inclusão administrativa do gênero não-binário nos registros civis de pessoas que assim se identificam e que buscam a alteração de nome e gênero.

No documento, os órgãos apontam que o provimento já definido pelo Conselho Nacional de Justiça para o caso de alteração de nome e gênero de pessoas trans, que reconhecem seu gênero distintamente do seu sexo biológico, também se aplica às pessoas que não se reconhecem como do gênero masculino ou feminino.

O texto aponta que “impor o mesmo caminho longo e tortuoso já percorrido por pessoas transgênero binárias às pessoas não-binárias representa imenso e desnecessário atraso para efetivação de direitos relacionados à identidade de gênero”.

O ofício destaca ainda que diversos países, a exemplo de Argentina, Holanda e Paquistão, de alguma forma já reconheceram um terceiro gênero na emissão de documentos. Ademais, aponta que em outros estados do Brasil, a retificação também já está ocorrendo de forma administrativa e sem necessidade de judicialização.

Defensoria e Ministério Público pedem inclusão de gênero não-binário no registro civil ao TJ-BA - Metro 1