Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Bahia

Aos 75 anos, morre o jornalista baiano Carlos Henrique de Almeida Santos

Carlos Henrique chegou a ser chefe de redação da Globo em Brasília na década de 70 e atuou em veículos como O Estado de São Paulo, Veja e SBT

Aos 75 anos, morre o jornalista baiano Carlos Henrique de Almeida Santos

Foto: Reprodução/TV Globo

Por: Metro1 no dia 05 de fevereiro de 2024 às 11:06

Aos 75 anos, morreu, no último sábado, o jornalista baiano Carlos Henrique de Almeida Santos em Brasília. Em nota, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) informou que ele lutava contra um câncer de pulmão.

Carlos Henrique chegou a ser chefe de redação da Globo em Brasília na década de 70. Ele ainda atuou em veículos como o jornal O Estado de São Paulo, a revista Veja e a emissora SBT, onde foi diretor de jornalismo até 1988. Naquele ano, o baiano deixou o canal para assumir o cargo de subchefe da Casa Civil do governo Sarney. No ano seguinte, ele passou a atuar como porta-voz da Presidência. Depois voltou ao SBT e se aposentou como jornalista, passando a prestar consultoria a empresas.

Natural de Salvador, Carlos Henrique chegou a Brasília em 1962 e se apaixonou pela cidade. O baiano deixa três filhos e a viúva a socióloga Renata Maria Braga Santos. Além de sua atuação no jornalismo, Carlos Henrique deixa uma contribuição na música. Com Ruy Fabiano e Reco do Bandolim, ele ajudou a fundar a 1ª Escola Brasileira de Choro