Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quarta-feira, 17 de abril de 2024

Bahia

Terceira morte por dengue é registrada na Bahia e 23 cidades estão em estado de epidemia

Sesab reforça a importância das medidas de prevenção à dengue, como a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti

Terceira morte por dengue é registrada na Bahia e 23 cidades estão em estado de epidemia

Foto: Jefferson Peixoto/Secom

Por: Metro1 no dia 19 de fevereiro de 2024 às 18:42

A Bahia registrou nesta segunda-feira (19) a terceira morte por dengue em 2024, todas aconteceram em cidades do sudoeste do estado, nas cidades de Piripá e Jacaraci, que também apresentam os maiores coeficientes de incidência da doença. No total, 7.355 casos foram confirmados no estado desde o início do ano, um aumento de 4,8% em relação ao mesmo período do ano passado. 

A Sesab informa que 23 municípios baianos estão em estado de epidemia de dengue, enquanto outras 20 áreas são consideradas de alerta. A epidemia é declarada quando o número de casos supera 100 por 100 mil habitantes em um período de quatro semanas.

Os sintomas da dengue incluem febre alta, dores no corpo e nas articulações, além de vermelhidão na pele. O diagnóstico é feito por meio de um teste rápido de sangue, que pode apresentar resultados negativos em alguns casos. A infectologista Clarissa Cerqueira alerta que, diante da suspeita da doença, é fundamental procurar atendimento médico.

Para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, é fundamental eliminar os criadouros de água parada, usar repelentes e mosquiteiros. A capital baiana registrou queda de 65% nos casos de dengue em comparação ao ano passado.

A campanha de vacinação contra a dengue começou em Salvador no dia 15 de fevereiro, com a aplicação da primeira dose em pré-adolescentes de 10 e 11 anos. A vacina é segura e eficaz na prevenção da doença.