Bahia

Justiça Federal condena prefeito de Ibicoara por improbidade administrativa

O atual prefeito de Ibicoara, Arnaldo da Silva Pires (PSL), foi condenado pela Justiça Federal a devolver aos cofres públicos R$ 1.615.410,25 e a pagar uma multa civil no mesmo valor por ter cometido ato de improbidade administrativa. Segundo o Ministério Público Federal (MPF),o crime teria sido cometido durante mandato anterior por ele exercido. [Leia mais...]

[Justiça Federal condena prefeito de Ibicoara por improbidade administrativa]
Foto : Reprodução/SuicaBaiana

Por Matheus Simoni no dia 30 de Março de 2016 ⋅ 17:42

O atual prefeito de Ibicoara, Arnaldo da Silva Pires (PSL), foi condenado pela Justiça Federal a devolver aos cofres públicos R$ 1.615.410,25 e a pagar uma multa civil no mesmo valor por ter cometido ato de improbidade administrativa. Segundo o Ministério Público Federal (MPF),o crime teria sido cometido durante mandato anterior por ele exercido.

A Justiça determinou também a suspensão dos direitos políticos do gestor por oito anos, além da perda da função pública e a proibição de contratar com o poder público, receber benefícios, incentivo fiscais ou creditícios pelo prazo de cinco anos. O MPF em Jequié acusou Pires pelo desvio ou aplicação irregular de verbas recebidas pela União. Dentre os recursos desviados, estão repasses dos ministérios das Cidades, Esportes, Educação e Saúde.

O prefeito é acusado de ter simulado contratos com empresas privadas para a realização de obras, utilizar e adquirir materiais pagos pela própria prefeitura, quando a responsável pelo procedimento deveria ser a vencedora da licitação. Arnaldo também foi acusado de montar concorrências para beneficiar empresas.

Notícias relacionadas