Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 12 de julho de 2024

Home

/

Notícias

/

Bahia

/

Martagão Gesteira confirma fechamento de UTI específica

Bahia

Martagão Gesteira confirma fechamento de UTI específica

Hospital aponta que recursos repassados pelo SUS não são suficientes para custear 100% a operação do local

Martagão Gesteira confirma fechamento de UTI específica

Foto: Ascom/Hospital Martagão Gesteira

Por: Metro1 no dia 18 de junho de 2024 às 10:31

Atualizado: no dia 18 de junho de 2024 às 10:56

Após a coluna Metropolítica antecipar que o Martagão Gesteira cogitava desativar uma de suas UTIs, o hospital confirmou o fechamento e a redução no quantitativo de cirurgias cardíacas a serem realizadas. 

Em nota divulgada à imprensa, a instituição filantrópica afirmou que enfrenta há anos um déficit mensal que, para 2024, era estimado em R$ 15 milhões. O Martagão apontou que os recursos repassados através do Sistema Único de Saúde (SUS) não cobrem os custos totais da operação do hospital. "Especificamente para a UTI, o subfinanciamento do SUS e uma escassez de profissionais habilitados em pediatria criaram uma situação extremamente difícil", afirmou o Hospital.

O Martagão Gesteira ainda explicitou que há contratos de serviços ofertados no local que não são atualizados há mais de dez anos e que a situação atualmente é resolvida graças a receitas extraordinárias, especialmente com o apoio da bancada parlamentar baiana e doações de inúmeros apoiadores.

Apesar deste fechamento, o Martagão informou que manterá outras duas UTI’s em pleno funcionamento e afirmou que não há previsão de demissões em massa nem insolvência financeira e que todos os contratos e pagamentos estão em dia. "Não há ameaça de fechamento do Hospital, que permanece funcionando normalmente", ressaltou.

"A interrupção de um determinado serviço é o último desfecho desejado pelo hospital, que já está em tratativas com seus contratantes para encontrar estratégias para que o serviço seja retomado em sua plenitude. Diante desta situação, o hospital irá readequar seu rol de serviços e intensificará cirurgias eletivas", apontou.