Bahia

Gato de água contribui para a crise hídrica na Bahia, diz secretário

Os gatos de água, que usam a água tratada de forma clandestina, contribuem para o agravamento da crise hídrica no estado. A afirmação é do chefe da Casa Civil do governo, Bruno Dauster. Em entrevista à Rádio Metrópole nesta quarta-feira (8), Dauster disse que atualmente existe uma perda de 25% da água tratada na Bahia [Leia mais...]

[Gato de água contribui para a crise hídrica na Bahia, diz secretário ]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira e Matheus Morais no dia 08 de Março de 2017 ⋅ 08:27

Os gatos de água, que usam a água tratada de forma clandestina, contribuem para o agravamento da crise hídrica no estado. A afirmação é do chefe da Casa Civil do governo, Bruno Dauster. Em entrevista à Rádio Metrópole nesta quarta-feira (8), Dauster disse que atualmente existe uma perda de 25% da água tratada na Bahia.

“O restante é basicamente água que é entregue e usada por usuário. Tem muitos gatos, em regiões da cidade tem muitos gatos. A gente busca coibir, mas estamos preparando uma ação com apoio da SSP para fazer nessa situação de crise, onde nós pedimos que as pessoas tenham cuidado com o uso da água. Vamos coibir o uso clandestino de água, vamos proibir lava jatos que não sejam outorgados. Quem não tem um uso autorizado de água gasta mais cerca de 30%”, adiantou. 

 

Notícias relacionadas