Bahia

Seca na Bahia: estiagem já afeta quase quatro milhões de pessoas no estado

Tida como a pior dos últimos anos, a seca hoje dificulta a vida de quase quatro milhões de pessoas em todo o estado. De acordo com informações da Superintendência de Defesa Civil da Bahia (Sudec), até o fim deste mês de março, o número de municípios em situação de emergência deve subir para 240. [Leia mais...]

[Seca na Bahia: estiagem já afeta quase quatro milhões de pessoas no estado]
Foto : Reprodução/G1

Por Gabriel Nascimento no dia 21 de Março de 2017 ⋅ 10:44

Tida como a pior dos últimos anos, a seca hoje dificulta a vida de quase quatro milhões de pessoas em todo o estado. De acordo com informações da Superintendência de Defesa Civil da Bahia (Sudec), até o fim deste mês de março, o número de municípios em situação de emergência deve subir para 240. A previsão é de piora por conta da chegada do Outono.

Somente na última segunda-feira (20), mais dez municípios solicitaram ajuda da Sudec. São eles: Livramento de Nossa Senhora, Wanderley, Santo Estevâo, Mirante, Retirolândia, Ipecaetá, Rio Real, Campo Formoso, Guajeru e Ouriçangas. Nas 209 cidades que estão com situação de emergência reconhecida, estão 3.993.763 habitantes. Uma reunião com o Comitê da Seca está prevista para esta terça-feira (21).

A Sudec informou ainda que, 1.138 veículos contratados pelo Exército estão fornecendo água para 138 municípios. Já a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) afirmou que 21 cidades estão com água racionada. São elas: Queimadas, Santaluz, Senhor do Bonfim, Jacobina, Jaguarari, Caldeirão Grande, Andorinha, Itiúba, Ponto Novo, Filadélfia, Seabra, Brotas de Macaúbas, Ibitiara, Novo Horizonte, Bonito, Palmeiras, Tapiramutá, Entre Rios e Morro do Chapéu. Vitória da Conquista e Belo Campo estão entre os municípios que enfrentam problemas desde o ano passado.

Notícias relacionadas

[Embasa nega favorecimento de empresas em contratos ]
Bahia

Embasa nega favorecimento de empresas em contratos 

Por Metro1 no dia 18 de Outubro de 2019 ⋅ 07:58 em Bahia

“As dispensas de licitações são previstas legalmente para garantir a continuidade da prestação de serviços essenciais para população", diz a empresa