Bahia

Ministério Público entra com ação contra site 'Reclame Aqui'

A promotora de Justiça Joseane Suzart, do Ministério Público da Bahia, ingressou com uma ação civil pública contra a empresa Widea Soluções Digitais Ltda, mais conhecida como site "Reclame Aqui". O site informa ser um canal gratuito para consumidores divulgarem reclamações e apresentarem denúncias contra fornecedores. [Leia mais...]

[Ministério Público entra com ação contra site 'Reclame Aqui']
Foto : Reprodução

Por Matheus Simoni no dia 29 de Março de 2017 ⋅ 15:31

A promotora de Justiça Joseane Suzart, do Ministério Público da Bahia, ingressou com uma ação civil pública contra a empresa Widea Soluções Digitais Ltda, mais conhecida como site "Reclame Aqui". O site informa ser um canal gratuito para consumidores divulgarem reclamações e apresentarem denúncias contra fornecedores.

No entanto, segundo o MP, o que se apurou foi que consumidores estão sendo induzidos a erro, pois o "Reclame Aqui" estaria oferecendo serviços personalizados a fornecedores que pagam mensalidades e são beneficiados. De acordo com a promotora, a ação contrasta com o discurso de que seria um serviço gratuito e sem parcerias financeiras.

De acordo com Joseane Suzart, “os consumidores, ao acessarem o site 'Reclame Aqui', buscam informações verídicas e confiáveis no que tange a determinadas empresas. Dessa maneira, se o referido site não presta informações claras e suficientes, os indivíduos se sentem inseguros diante de um serviço que propõe justamente o oposto."

Na ação, a promotora pede, em caráter liminar, que a empresa seja obrigada a divulgar reclamações dos consumidores sem alterar o conteúdo das manifestações no site e a observar a confiança depositada em seus serviços.

Entre outros aspectos, a promotora de Justiça solicita ainda que a Justiça determine à empresa que não beneficie fornecedores que mantêm patrocínios ou parcerias e que altere o modo de realizar seus serviços, passando a avaliar previamente a veracidade das reclamações dos consumidores antes de publicá-las, não privilegiando eventuais parceiros ou patrocinadores.

Notícias relacionadas