Bahia

Destacando trabalho de Jorge Portugal, Arany Santana assume Secretaria da Cultura

A nova secretária de Cultura, Arany Santana, tomou posse do cargo na tarde desta segunda-feira (2), em cerimônia realizada no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Em seu discurso, Arany exaltou o trabalho do seu antecessor, jorge Portugal, que pediu exoneração na última quinta (28), alegando "questões pessoais e profissionais".[Leia mais...]

[Destacando trabalho de Jorge Portugal, Arany Santana assume Secretaria da Cultura ]
Foto : Elói Corrêa/GOVBA

Por Paloma Morais e Matheus Morais no dia 02 de Outubro de 2017 ⋅ 16:28

A nova secretária de Cultura, Arany Santana, tomou posse do cargo na tarde desta segunda-feira (2), em cerimônia realizada no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Em seu discurso, Arany exaltou o trabalho do seu antecessor, Jorge Portugal, que pediu exoneração na última quinta (28), alegando "questões pessoais e profissionais".

"Quero trazer meu abraço muito especial ao poeta, compositor, meu mestre, Jorge Portugal, secretário de Cultura que geriu essa pasta em cenários adversos no cenário nacional, sem perder a ternura e demonstrando a importância do paradoxo da cultura, a singularidade e a diversidade", afirmou.

De acordo com a nova gestora da Cultura, a expectativa é de promover em sua nova função a garantia dos direitos culturais aos cidadãos baianos por meio de ampliação de parcerias. "Minha expectativa é de poder garantir os direitos culturais da mesma forma que garantir os direitos humanos fundamentais, promover a pluralidade de agentes que atuem e se comprometam com a esfera da culturais. Ampliar a cultura, as parcerias, entre os vários órgãos da administração estadual, público-privada e a comunitária e social. Reconhecer a diversidade, as diferenças, as convergências, as confluências, as fronteiras, os legados, as reflexões e as memórias de uma cultura singular, ancestral  e ao mesmo tempo contemporânea e de vanguarda, é essa a cultura da Bahia", disse.

Arany é professora, atriz e ex-diretora do Ilê Aiyê. Ela fundou o Movimento Negro Unificado (MNU) em Salvador e já atuou como coordenadora dos Centros Sociais Urbanos do Estado da Bahia. 

Notícias relacionadas