Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bahia

Exportação de pescado baiano tem queda de 79% no primeiro trimestre

O estado foi o quarto mais prejudicado, atrás apenas de Pernambuco, Espírito Santo e Rondônia. Embora, a queda não seja atribuída apenas à decisão do governo, a proibição é apontada como principal razão. [Leia mais...]

[Exportação de pescado baiano tem queda de 79% no primeiro trimestre ]
Foto : Rodolfo Oliveira / Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 30 de Abril de 2018 ⋅ 07:30

O setor de pescados amargou, no primeiro trimestre deste ano, uma queda de 79% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com o Correio.

Segundo a publicação, o mais surpreendente é que o resultado nada tem a ver com uma dificuldade econômica. A situação foi criada por uma determinação do governo brasileiro, segundo queixas de representantes do setor.

Em 3 de janeiro, o Ministério da Agricultura suspendeu a emissão da certificação sanitária internacional para pescados destinados à Europa, o que teria afetado todo o mercado nacional, em diferentes intensidades. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Mdic), na Bahia foi registrada uma queda de 79,4% nas exportações.

O estado foi o quarto mais prejudicado, atrás apenas de Pernambuco, Espírito Santo e Rondônia. Embora, a queda não seja atribuída apenas à decisão do governo, a proibição é apontada como principal razão. Segundo os produtores, a proibição foi criada por causa de problemas pontuais em determinadas empresas, todos já resolvidos.

Notícias relacionadas