METROPOLE

Quinta-feira, 06 de maio de 2021

Bahia

Após morte de 200 jumentos, Justiça proíbe frigorífico de confinar animais acima da capacidade

Decisão também estabelece que equinos só podem ser transportados ou recebidos se estiverem com a Guia de Trânsito Animal, emitida pela Adab

Após morte de 200 jumentos, Justiça proíbe frigorífico de confinar animais acima da capacidade

Foto: Reprodução / TV Sudoeste

Por: Juliana Rodrigues no dia 25 de setembro de 2018 às 14:00

A Justiça determinou que o frigorífico responsável pelo abate de jumentos de uma empresa chinesa em Itapetinga, no sudoeste do estado, não adquira e nem confine os animais em quantidade maior que a capacidade do estabelecimento. A decisão foi divulgada ontem (24).

Os jumentos pertencem à empresa Cuifeng Lin e são abatidos pelo Frigorífico Regional Sudoeste. No início de setembro, 200 animais morreram por maus-tratos na fazenda de criação da empresa. 

A decisão judicial estabelece que o frigorífico não pode transportar ou receber equinos que estejam sem a Guia de Trânsito Animal, emitida pela Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab).

Além disso, tanto o frigorífico quanto a Cuifeng Lin deverão assegurar o bem-estar dos jumentos. Caso descumpram a ordem, as empresas poderão ter as atividades suspensas.

TV METRO

Entrevistas

Jessé Souza

Em 05 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Após morte de 200 jumentos, Justiça proíbe frigorífico de confinar animais acima da capacidade - Metro 1