Bahia

Após morte de 200 jumentos, Justiça proíbe frigorífico de confinar animais acima da capacidade

Decisão também estabelece que equinos só podem ser transportados ou recebidos se estiverem com a Guia de Trânsito Animal, emitida pela Adab

[Após morte de 200 jumentos, Justiça proíbe frigorífico de confinar animais acima da capacidade]
Foto : Reprodução / TV Sudoeste

Por Juliana Rodrigues no dia 25 de Setembro de 2018 ⋅ 14:00

A Justiça determinou que o frigorífico responsável pelo abate de jumentos de uma empresa chinesa em Itapetinga, no sudoeste do estado, não adquira e nem confine os animais em quantidade maior que a capacidade do estabelecimento. A decisão foi divulgada ontem (24).

Os jumentos pertencem à empresa Cuifeng Lin e são abatidos pelo Frigorífico Regional Sudoeste. No início de setembro, 200 animais morreram por maus-tratos na fazenda de criação da empresa. 

A decisão judicial estabelece que o frigorífico não pode transportar ou receber equinos que estejam sem a Guia de Trânsito Animal, emitida pela Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab).

Além disso, tanto o frigorífico quanto a Cuifeng Lin deverão assegurar o bem-estar dos jumentos. Caso descumpram a ordem, as empresas poderão ter as atividades suspensas.

Notícias relacionadas

[Club Med Itaparica será fechado ]
Bahia

Club Med Itaparica será fechado 

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Março de 2019 ⋅ 07:20 em Bahia

O resort trabalha com esquema all inclusive e atraía milhares de turistas e baianos que queriam aproveitar as belezas do hotel e da Ilha de Itaparica