Bahia

Com reitoria da Uneb ocupada, professores de universidades estaduais podem aprovar greve hoje

Docentes alegam que, desde 2016, tentam negociar a pauta de reivindicações e não conseguem

[Com reitoria da Uneb ocupada, professores de universidades estaduais podem aprovar greve hoje]
Foto : Ascom/ Aduneb

Por Juliana Almirante no dia 04 de Abril de 2019 ⋅ 09:40

Os professores da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) ocuparam a reitoria da instituição, em Salvador, desde a tarde de quarta-feira (3).

Às 14h, eles saem da ocupação e se reúnem em assembleia, que deve aprovar a deflagração de greve da categoria.

Docentes de outras três universidades estaduais (Uesc, Uefs e Uesb) também vão se reunir em assembleias e devem aderir à paralisação. 

A Associação de Docentes da Uneb (Aduneb) informou ao Metro1 que os alunos da universidade ainda participam da ocupação na reitoria e aprovaram estado de greve em assembleia ontem. 

Os professores da Uneb alegam que, desde 2016, tentam negociar a pauta de reivindicações e não conseguem. Eles pedem a destinação de, no mínimo, 7% da Receita Líquida de Impostos (RLI) do Estado da Bahia para o orçamento anual das universidades estaduais. Atualmente, o índice é de aproximadamente 5%;

A categoria reivindica também reposição integral da inflação do período de 2015 a 2017, em uma única parcela, com índice igual ou superior ao IPCA; além de reajuste de 5,5% ao ano no salário base dos docentes para garantir a política de recuperação salarial, referente aos anos de 2015, 2016 e 2017;

Os professores ainda querem o cumprimento dos direitos trabalhistas, a exemplo das promoções na carreira, progressões e mudança de regime de trabalho. Atualmente, só na Uneb, mais de 400 professores teriam seus direitos à promoção negados pelo Estado.

Notícias relacionadas