Bahia

Iuri Sheik confessa ter matado ex-sócio de banda de pagode em depoimento à polícia

Ele foi ouvido, na manhã desta quinta-feira (27), pelo delegado Edílson Magalhães

[Iuri Sheik confessa ter matado ex-sócio de banda de pagode em depoimento à polícia]
Foto : Divulgação / SSP-BA

Por Metro1 no dia 27 de Junho de 2019 ⋅ 16:04

Suspeito de ter matado o empresário Willian Oliveira, o digital influencer Iuri Santos Abraão, 31 anos, conhecido como Iuri Sheik, confessou o crime, na manhã desta quinta-feira (27), durante depoimento concedido ao delegado Edílson Magalhães, responsável pela investigação e titular da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano. As informações foram divulgadas pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

De acordo com a polícia, na tarde de quarta-feira (26), momentos após confirmada a morte da vítima, Sheik se apresentou acompanhado de advogados na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e seguiu para o Departamento de Polícia do Interior (Depin), na Piedade, onde foi cumprido o mandado de prisão preventiva.

Informações preliminares obtidas pela polícia apontam que uma rixa antiga entre os grupos de amigos de Willian e de Sheik teria motivado o crime. De acordo com o delegado Magalhães, embora confessada a autoria dos disparos que mataram a vítima, o acusado não deu detalhes sobre como adquiriu a arma. “Disse apenas que, após a fuga, descartou a arma na BR-101”. A versão apresentada por ele e a origem da arma continuam sendo investigadas.

Notícias relacionadas