Domingo, 13 de junho de 2021

Bahia

Irmãs são presas após desligarem aparelho que mantinha homem vivo

As irmãs, que são evangélicas, teriam tido visão de um milagre de cura

Irmãs são presas após desligarem aparelho que mantinha homem vivo

Foto: Pixabay

Por: Metro1 no dia 28 de outubro de 2019 às 20:30

As irmãs Zelita Pereira Neves, 32, e Marliete Pereira Neves, 41, foram presas após invadirem o Hospital Regional de Guanambi, no sudoeste da Bahia, e desligarem o aparelho que mantinha seu irmão, Almiro Pereira Neves, 43, vivo. O caso ocorreu na sexta-feira (25), e a motivação das duas foi a crença em um suposto milagre de cura.

A vítima tinha problemas relacionados ao álcool e foi internado por complicação da cirrose na última segunda-feira (21). Enquanto estava internado, Zelita e Marliete, que são evangélicas, se reuniram com um grupo de amigos de uma igreja não identificada para fazer orações por seu irmão. Durante a oração, tiveram uma visão que seu irmão estava curado.

Seguiram para o hospital fora do horário de visita, entraram e foram até o quarto de Almiro. Então, desligaram os aparelhos e mandaram o irmão levantar, mas não conseguiram reação dele. Neste momento, uma médica apareceu para verificar o que estava acontecendo e, instantes depois, a morte de Almiro foi constatada.

TV METRO

Entrevistas

Ana Cristina Batalha

Em 11 de junho de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Irmãs são presas após desligarem aparelho que mantinha homem vivo - Metro 1