Bahia

Visitação ao Parque de Abrolhos é suspensa após chegada de manchas de óleo

Medida que dura três dias deve possibilitar atividades de prevenção, controle e remoção do óleo

[Visitação ao Parque de Abrolhos é suspensa após chegada de manchas de óleo]
Foto : Manu Dias/ GOVBA

Por Juliana Almirante no dia 04 de Novembro de 2019 ⋅ 10:40

A visitação ao Parque de Abrolhos, localizado no sul da Bahia, foi suspensa por três dias, desde ontem (3), um dia após a chegada de manchas de óleo na região. 

O chefe do Parque, Fernando Repinaldo Filho, informou, em comunicado publicado pelo G1, que a medida deve possibilitar atividades de prevenção, controle e remoção do óleo, além de minimizar riscos à saúde pública.

A suspensão pode ser prorrogada ou extinta conforme as avaliações da evolução das manchas de óleo na região.

As manchas chegaram ao Parque de Abrolhos no sábado (2). A limpeza na região foi feita pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil, Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Biodiversidade

Abrolhos é o primeiro Parque Nacional Marinho do país, criado em abril de 1983, e representa um marco para a conservação marinha no país.

São 87.943 hectares que fazem parte da Unidade de Conservação, que ajudam a proteger a região com a maior biodiversidade marinha do Brasil e do Atlântico Sul.

Administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o parque tem dois polígonos: um que protege o arco de recifes costeiros localizado entre os municípios de Alcobaça e Prado; e outro a cerca de 70 quilômetros da costa, que engloba o Arquipélago dos Abrolhos - composto pelas ilhas Redonda, Siriba, Sueste, Guarita e Santa Bárbara.

Notícias relacionadas