Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bahia

TCM multa ex-prefeito de Lauro de Freitas

A decisão ainda cabe recurso

[TCM multa ex-prefeito de Lauro de Freitas]
Foto : Reprodução/Facebook

Por Kamille Martinho no dia 08 de Novembro de 2019 ⋅ 18:00

O Tribunal de Contas dos Municípios julgou, na sessão desta quinta-feira (07), parcialmente procedente a ocorrência contra o ex-prefeito de Lauro de Freitas, Márcio Araponga Paiva. Ele foi multado no valor de R$5 mil por irregularidades envolvendo o cancelamento sem justificativa de despesas liquidadas e o pagamento de quantias superiores às definidas por lei, a secretários municipais, no exercício de 2016.

Em relação ao cancelamento indevido, o gestor descaracterizou apenas parcialmente a irregularidades, pois apresentou comprovação para duas despesas: locação de imóvel e aquisição de material permanente. As despesas liquidadas referentes a serviço de limpeza de fossa em escolas, complementação de medição de obra e rescisão contratual, entretanto, ficaram sem esclarecimento.

No que diz respeito aos pagamentos de remuneração ao então secretário municipal de Saúde, Emanuel da Costa Carvalho, e ao então secretário municipal de Governo, Márcio Rodrigo Almeida de Souza Leão, o ex-prefeito comprovou que ambos, por serem servidores efetivos da Prefeitura de Lauro de Freitas, teriam conseguido o direito de incorporar ao vencimento básico dos cargos de origem o valor do subsídio mensalmente recebido nos três anteriores, razão pela qual teriam optado pela maior remuneração. Por essa razão, a irregularidade foi considerada improcedente.

A decisão ainda cabe recurso.

Notícias relacionadas

[Restrições são prorrogadas na Bahia ]
Bahia

Restrições são prorrogadas na Bahia

Por Gabriel Amorim no dia 02 de Março de 2021 ⋅ 18:36 em Bahia

Cidades da RMS seguirão com restrições até a próxima segunda (8); para o resto do estado o toque de recolher será válido até o final do mês