Bahia

Policiais Civis e Penais aprovam paralisação das atividades por 48 horas a partir de segunda

Categorias deliberaram entrar em "estado de greve" em repúdio a PEC da Previdência

[Policiais Civis e Penais aprovam paralisação das atividades por 48 horas a partir de segunda]
Foto : Ascom Sinspeb

Por Luciana Freire no dia 21 de Janeiro de 2020 ⋅ 19:50

A Assembleia Unificada dos Policiais Civis e Policiais Penais baianos, realizada na manhã de hoje (21), no auditório do Sinpojud, aprovou "estado de greve" das duas categorias com paralisação das atividades por 48 horas a partir de segunda-feira (27). A decisão é em protesto à PEC 159/2020, que altera o regime de previdência dos servidores públicos do Estado da Bahia.

A categoria vai enviar um ofício ao Governo fazendo alguns pedidos como a garantia aos Policiais Penais e Civis pensão integral, paridade e integralidade e promoção imediata. No comunicado é ainda anunciado uma mobilização na segunda (27) e terça (28) para ocupar a ALBA.

O presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários (Sinspeb), Reivon Pimentel, comentou sobre a reivindicação. "Nós Policiais Penais exigimos do Governo do Estado um tratamento isonômico em relação à Polícia Militar”, afirmou.

Notícias relacionadas