Bahia

Valença: cidade segue sem UTI para Covid-19 mesmo com óbitos causados pela doença

Contatada pelo Metro1, a Sesab afirmou que os pacientes que atingem o estado mais grave da Covid-19 devem ser tratados no hospital Regional de Santo Antônio de Jesus

[Valença: cidade segue sem UTI para Covid-19 mesmo com óbitos causados pela doença]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 18 de Junho de 2020 ⋅ 16:07

A cidade de Valença, que fica no baixo sul da Bahia, registrou até ontem (17), segundo a secretaria de Saúde do estado (Sesab), 213 casos de coronavírus e quatro óbitos em decorrência da doença. Dados da prefeitura, apontam que os casos são 319 e número de mortos pelo Sars-Cov-2 já está em oito. Mesmo com esse cenário, a Sesab ainda não tem uma definição de quando abrirá vagas de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ou enfermaria no município.
 
Em reuniões no início da semana, a gestão estadual assegurou implantação de 10 leitos de UTI e 10 leitos de retaguarda, como também 7 respiradores para a Santa Casa de Misericórdia de Valença até o dia 20. A verba para implantação veio de emenda federal. A data, no entanto, segundo a pasta, segue indefinida. 

Contatada pelo Metro1, a Sesab afirmou que os pacientes que atingem o estado mais grave da Covid-19 devem ser tratados no hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, cidade vizinha a Valença. “Serão enviados 10 monitores e 6 respiradores para a Santa Casa de Valença, que tem um hospital filantrópico na cidade. Mesmo ainda não tendo unidade de terapia intensiva no município destinado a pacientes com Covid-19, os pacientes que por ventura necessitarem deste tipo de atendimento têm assistência garantida em outros hospitais como o Regional de Santo Antônio de Jesus”.

Notícias relacionadas