Bahia

Auxílio emergencial foi 'pago' a mais de 1.300 mortos na Bahia, aponta TCU

Até o momento, os pagamentos "aos mortos" causaram prejuízo de R$ 888 mil aos cofres públicos

[Auxílio emergencial foi 'pago' a mais de 1.300 mortos na Bahia, aponta TCU]
Foto : Divulgação

Por Kamille Martinho no dia 02 de Julho de 2020 ⋅ 14:00

O benefício do auxílio emergencial do governo federal foi pago a 1.358 pessoas mortas na Bahia, de acordo com uma auditoria feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU). As informações são do G1.

Até o momento, os pagamentos "aos mortos" causaram prejuízo de R$ 888 mil aos cofres públicos. Outras irregularidades também foram apontadas como o recebimento do benefício por 2.091 pessoas com CPF nulo, suspenso ou cancelado.

No total, o TCU identificou que 39.636 pessoas na Bahia recebem o auxílio indevidamente. Além dos falecidos e CPFs cancelados, entre as irregularidades estão: beneficiários do INSS; beneficiários emergenciais; servidores e pensionistas municipais, estaduais e federais; pessoas que estão recebendo seguro desemprego; pessoas que estão recebendo auxílio reclusão; CPFs com falha na identificação; pessoas que recebem múltiplos auxílios emergenciais e pessoas com renda além do limite.

Somadas, as irregularidades geraram prejuízo de quase R$ 26,4 milhões

Confira o detalhamento:

Fonte: TCU

Notícias relacionadas