METROPOLE

Segunda-feira, 10 de maio de 2021

Brasil

CGU aponta fragilidades de segurança de base de dados do INSS

Bilhões de informações sobre brasileiros são acessíveis a estagiários menores de idade, aposentados e perfis com CPFs de falecidos

CGU aponta fragilidades de segurança de base de dados do INSS

Foto: Divulgação

Por: Geovana Oliveira no dia 30 de janeiro de 2021 às 12:30

Em auditoria, a Controladoria-Geral da União (CGU) apontou falhas na segurança da lista de acessos ao Cadastro Nacional de Informações Sociais, o CNIS, mantido pelo INSS. A base de dados é uma das principais do governo federal e contém 35 bilhões de informações cadastrais e de trabalho dos brasileiros, incluindo vínculos empregatícios e remunerações.

De acordo com o relatório, a plataforma ainda é acessada por perfis de estagiários menores de idade, aposentados, pessoas mortas e ex-funcionários terceirizados. Segundo o G1, a CGU afirma que a existência desses cadastros ativos "representa riscos no acesso aos dados deste sistema".

Em dezembro de 2020, o jornal O Estado de S. Paulo expôs que uma falha do Ministério da Saúde expôs dados de cerca de 243 milhões de brasileiros na internet. 

TV METRO

Entrevistas

Francisco Hora Fontes

Em 10 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
CGU aponta fragilidades de segurança de base de dados do INSS - Metro 1