Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Calendário do Ministério da Saúde prevê uso de vacinas não autorizadas ainda em março

Plano foi entregue a governadores e prefeitos e conta com vacinas russa e indiana

[Calendário do Ministério da Saúde prevê uso de vacinas não autorizadas ainda em março]
Foto : Divulgação

Por Gabriel Amorim no dia 23 de Fevereiro de 2021 ⋅ 22:00

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, entregou a governadores e prefeitos novo cronograma de vacinação. O documento prevê a chegada dos próximos lotes dos imunizantes contratados pelo governo federal. A planilha, no entanto, não foi elaborada considerando apenas os imunizantes já em uso no país. No documento, além das vacinas do Butantan e de Oxford, constam a entrega de remessas de duas que ainda não tiveram o uso autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): a Sputnik V, da Rússia, e a Covaxin, da Índia.

Mesmo com a aprovação pendente pela Anvisa, o Ministério da Saúde já publicou no Diário Oficial da União os extratos de dispensa de licitação para a compra das duas vacinas no valor de 2,3 bilhões de reais. Segundo o documento que detalha o planejamento, 400.000 doses da Sputnik devem ser entregues em março e mais 8,6 milhões até 31 maio. Da Covaxin, devem chegar 8 milhões de doses até março e mais 12 milhões em maio.

O planejamento ainda prevê doses dos imunizantes que já estão sendo utilizados no Brasil. Em relação ao imunizante do Butantan, é esperada a remessa de um lote de 3,8 milhões até 28 de fevereiro e 14,7 milhões em março. Da vacina de Oxford, 2 milhões de doses serão distribuídas até 28 de fevereiro e 4 milhões de unidades até 31 de março .

Notícias relacionadas