Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Terça-feira, 28 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Brasil

/

Calendário do Ministério da Saúde prevê uso de vacinas não autorizadas ainda em março

Brasil

Calendário do Ministério da Saúde prevê uso de vacinas não autorizadas ainda em março

Plano foi entregue a governadores e prefeitos e conta com vacinas russa e indiana

Calendário do Ministério da Saúde prevê uso de vacinas não autorizadas ainda em março

Foto: Divulgação

Por: Gabriel Amorim no dia 23 de fevereiro de 2021 às 22:00

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, entregou a governadores e prefeitos novo cronograma de vacinação. O documento prevê a chegada dos próximos lotes dos imunizantes contratados pelo governo federal. A planilha, no entanto, não foi elaborada considerando apenas os imunizantes já em uso no país. No documento, além das vacinas do Butantan e de Oxford, constam a entrega de remessas de duas que ainda não tiveram o uso autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): a Sputnik V, da Rússia, e a Covaxin, da Índia.

Mesmo com a aprovação pendente pela Anvisa, o Ministério da Saúde já publicou no Diário Oficial da União os extratos de dispensa de licitação para a compra das duas vacinas no valor de 2,3 bilhões de reais. Segundo o documento que detalha o planejamento, 400.000 doses da Sputnik devem ser entregues em março e mais 8,6 milhões até 31 maio. Da Covaxin, devem chegar 8 milhões de doses até março e mais 12 milhões em maio.

O planejamento ainda prevê doses dos imunizantes que já estão sendo utilizados no Brasil. Em relação ao imunizante do Butantan, é esperada a remessa de um lote de 3,8 milhões até 28 de fevereiro e 14,7 milhões em março. Da vacina de Oxford, 2 milhões de doses serão distribuídas até 28 de fevereiro e 4 milhões de unidades até 31 de março .