Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

'Se eu levantar a minha caneta Bic e disser ‘Shazam!’, eu vou ser ditador', diz Bolsonaro

O presidente comparou as medidas decretadas por governadores para tentar frear o avanço da pandemia da Covid-19 ao estado de sítio

['Se eu levantar a minha caneta Bic e disser ‘Shazam!’, eu vou ser ditador', diz Bolsonaro]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Adele Robichez no dia 12 de Março de 2021 ⋅ 10:20

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a dizer ontem (11), em uma live, que "é fácil impôr uma ditadura no Brasil". Ele comparou as medidas decretadas por governadores para tentar frear o avanço da pandemia da Covid-19, como o toque de recolher e a restrição do comércio não essencial, ao estado de sítio.

“Assim se rouba a liberdade de um povo, é devagar”, disse Bolsonaro sobre os decretos estaduais. “Se eu levantar a minha caneta Bic e disser ‘Shazam!’, eu vou ser ditador”, disse, em outro momento, enquanto criticava as gestões estaduais.

Os governadores vêm pressionando o poder federal para que ele ampare os estados no enfrentamento à doença no país. O Brasil está no pior momento da pandemia e bate recordes de óbitos e casos do coronavírus todos os dias.

O chefe do Executivo disse ser "o garantidor da democracia” e afirmou que ele é o responsável também pela garantia da liberdade. “Eu tenho como garantir a nossa liberdade”, completou. Por isso, pediu o apoio da população e declarou que deve lealdade a ela. "Eu sou a pessoa mais importante neste momento. Devo lealdade ao povo", falou.

Notícias relacionadas