METROPOLE

Terça-feira, 18 de maio de 2021

Brasil

Governo gastou R$ 125 milhões em compras de Tamiflu e pagou até 33% a mais na cápsula

Medicamento foi incluído na nota informativa com orientações para o chamado tratamento precoce contra a Covid-19

Governo gastou R$ 125 milhões em compras de Tamiflu e pagou até 33% a mais na cápsula

Foto: Pixabay

Por: Metro1 no dia 12 de abril de 2021 às 09:20

O Ministério da Saúde gastou R$ 125 milhões com o Tamiflu, um medicamento contra a gripe que não tem eficácia para a Covid-19. Segundo levantamento da Folha, a pasta comprou 28 milhões de cápsulas e pagou até R$ 5,33 por dose. Antes da pandemia, o medicamento custava R$ 4, uma diferença de 33,2%.

A pasta decidiu apostar no medicamento argumentando que ele seria necessário para evitar superlotação de hospitais por síndromes respiratórias decorrentes do vírus da gripe e do H1N1.

O ministério, então, incluiu o Tamiflu (fosfato de oseltamivir) na nota informativa com orientações para o chamado tratamento precoce contra a Covid-19. A droga está ao lado de cloroquina, hidroxicloroquina e azitromicina, todas elas sem eficácia para a doença.

Segundo nota informativa do Ministério da Saúde de 30 de julho de 2020, o Tamiflu deve ser recomendado para crianças com sintomas leves, moderados e graves, com o propósito de "exclusão de influenza". Essa nota, que baliza a recomendação do chamado "kit Covid", com a cloroquina à frente, substituiu outros dois protocolos do tipo. O primeiro é de maio, e não previa Tamiflu.

TV METRO

Entrevistas

Zé Cocá

Em 18 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Governo gastou R$ 125 milhões em compras de Tamiflu e pagou até 33% a mais na cápsula - Metro 1