Sexta-feira, 03 de dezembro de 2021

Brasil

Ministro diz que vacinação foi suspensa por cautela, após registro de caso adverso grave

Morte de adolescente que tomou a Pfizer está sendo investigada para saber se há relação com a vacina

Ministro diz que vacinação foi suspensa por cautela, após registro de caso adverso grave

Foto: Reprodução YouTube

Por: Rodrigo Meneses no dia 16 de setembro de 2021 às 16:23

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou em coletiva na tarde desta quinta-feira que a campanha de vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos foi suspensa por cautela, após a notificação de um caso adverso grave, com a morte de um adoelscente que tomou a vacina da Pfizer.

A campanha de vacinação para os adolescentes sem comorbidades estava programada pelo Ministério da Saúde para começar nesta quarta-feira (15), mas muitos municípios já haviam iniciado a vacinação desse público, a exemplo de Salvador. O ministro informou que, por questão de cautela, o esquema vacinal desses adolescentes deve ser suspenso.

“Aqueles sem comorbidades, independente da vacina que tomaram, param. Não tomam a segunda dose, por questão de cautela. Aqueles com comorbidade que tomaram a Pfizer vão continuar o programa vacinal”, disse Queiroga.

O ministro ainda destacou que apenas a vacina da Pfizer está autorizada pela Anvisa para aplicação nos adolescentes, mas algumas cidades aplicaram imunizantes de outros laboratórios. “Os adolescentes com comorbidade que tomaram vacina diferente da Pfizer param por aí. Independente da vacina. Não vou autorizar a intercambialidade de vacinas para esse público”, declarou Marcelo Queiroga.

Ainda conforme Queiroga, o Ministério da Saúde pode rever a sua posição desde que haja evidências científicas sólidas. “Em relação à vacinação em adolescentes sem comorbidades, temos esse efeitos adversos que precisam ser investigados e os adolescentes que tomaram outras vacinas precisamos acompanhar esses casos”, disse.
Segundo dados apresentados na coletiva, 3.538.528 de adolescentes já foram vacinados no Brasil. Na Bahia, foram 101.033 jovens entre 12 e 17 anos imunizados.

 

 

Ministro diz que vacinação foi suspensa por cautela, após registro de caso adverso grave - Metro 1