Quarta-feira, 18 de maio de 2022

Brasil

Cortes no Orçamento da União diminuem bolsas de pesquisa e prejudicam publicações científicas

Verba estimada para 2022 na Capes e no CNPq é de menos da metade do orçamento que existia dez anos atrás

Cortes no Orçamento da União diminuem bolsas de pesquisa e prejudicam publicações científicas

Foto: Elói Corrêa/GOVBA

Por: Metro1 no dia 24 de janeiro de 2022 às 18:53

Os cortes no Orçamento publicados no Diário Oficial da União desta segunda-feira (24) vão intensificar a redução de investimentos para a ciência no Brasil. Essa diminuição de recursos dificulta o trabalho de pesquisadores e universidades do país. A tendência é piorar nos próximos anos.

Dados da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), por exemplo, mostram que a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) perderam aproximadamente 51% da verba para financiar pesquisas nos últimos dez anos.

Segundo a Folha de São Paulo, a falta de recursos, pode ser ainda mais aguda em 2022. As estimativas da diminuição para este ano, feitas pela SBPC ainda não consideravam os recentes cortes que o governo Bolsonaro anunciou — só no Ministério da Educação, ao qual a Capes é vinculada, a diminuição do orçamento chegou R$ 802,6 milhões.

No Brasil, grande parte da produção científica é feita em programas de pós-graduação que têm como principais fontes de financiamento aos estudantes as bolsas de estudo. Para mestrado, o valor mensal no nível federal é de R$ 1.500, enquanto no doutorado salta para R$ 2.200.

 

Cortes no Orçamento da União diminuem bolsas de pesquisa e prejudicam publicações científicas - Metro 1