Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Brasil

Baluarte da Portela relata abordagem racista no aeroporto de Brasília

Vilma estava à espera do voo na companhia da filha Danielle Nascimento quando decidiu comprar um refrigerante na loja Duty Free Shop

Baluarte da Portela relata abordagem racista no aeroporto de Brasília

Foto: Reprodução/Redes sociais

Por: Metro1 no dia 24 de novembro de 2023 às 16:23

Atualizado: no dia 24 de novembro de 2023 às 16:25

A ex-porta bandeira Vilma Nascimento, de 85 anos, foi vítima de uma abordagem racista no aeroporto de Brasília (DF), na última terça-feira (21). Ela estava na cidade para receber uma homenagem na Câmara dos Deputados, no dia anterior, quando era celebrado o Dia da Consciência Negra.

Vilma estava à espera do voo na companhia da filha Danielle Nascimento quando decidiu comprar um refrigerante na loja Duty Free Shop. Viu perfumes, saiu da loja sem comprar e, momentos depois, retornou para, então, comprar a bebida. A fiscal queria que Vilma abrisse a bolsa, a ex-porta bandeira chegou a dizer que abriria a bolsa apenas na presença da polícia, mas a filha começou a gravar e insistiu que ela abrisse por causa da proximidade com a hora da decolagem. 

Em sua rede social, Paulinho da Viola lamentou o ocorrido, na postagem ele afirma que foi com dor e indignação que viu o vídeo dessa cena lamentável, onde Vilma, constrangida, mostra seus pertences e se explica para uma funcionária. "Apesar de todos os esforços que temos feito para combater esse preconceito, ele acontece diariamente toda vez que uma pessoa é agredida, humilhada, constrangida e ferida dessa maneira. Eu também me sinto ferido. Sinto muito, querida Vilma, sinto mesmo. Vc é muito maior que tudo isso", escreveu.

A Dufry Brasil, empresa do Grupo Avolta onde Vilma foi abordada, divulgou nota pedindo desculpas publicamente pelo "lamentável incidente". A empresa diz que a abordagem foi "absolutamente fora do padrão" do grupo e que a fiscal de segurança foi afastada de suas funções. A empresa ainda afirmou que está reforçando todos os procedimentos internos e treinamentos dos funcionários para evitar esse tipo de situação.