Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quinta-feira, 16 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Brasil

/

Dono de Porsche recuperou CNH 12 dias antes de acidente que matou motorista por aplicativo

Brasil

Dono de Porsche recuperou CNH 12 dias antes de acidente que matou motorista por aplicativo

O motorista foi indiciado por homicídio doloso (quando há intenção de matar) e por lesão corporal

Dono de Porsche recuperou CNH 12 dias antes de acidente que matou motorista por aplicativo

Foto: Reprodução

Por: Metro1 no dia 04 de abril de 2024 às 15:39

Atualizado: no dia 04 de abril de 2024 às 16:01

Fernando Sastre de Andrade Filho, motorista do Porsche colidiu e matou o motorista por aplicativo Ornaldo da Silva Viana no último domingo (31), havia recuperado sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) há apenas 12 dias até o acidente. A informação foi confirmada pela Polícia Civil de São Paulo, que ainda não informou o motivo da suspensão.

Ele foi indiciado por homicídio doloso (quando há intenção de matar) e por lesão corporal (porque levava um passageiro no momento do acidente), além de fuga do local.

O porsche azul dirigido por Fernando atingiu o Renault Sandero Conduzido por Ornaldo da Silva Viana na rua Marechal Barbacena, no Tatuapé, zona leste de São Paulo. O motorista por aplicativo chegou a ser socorrido , mas não resistiu aos ferimentos. Já Fernando, que em depoimento disse que dirigia “um pouco acima” da velocidade permitida, foi levado pela mão do local do acidente e só se apresentou à polícia 40h depois. 

A CNH de Fernando foi suspensa no dia 5 de outubro de 2023. Isso acontece, segundo determinação do Código de Trânsito Brasileiro, quando o motorista ultrapassa a pontuação máxima de 40 pontos na carteira. Nesse caso, ele precisa passar por uma reciclagem para obter a carteira de novo. Ele passou pelo curso no período entre 7 e 16 de novembro do ano passado e em 19 de março, 12 dias antes do acidente, recuperou a CNH.