Brasil

Mais um caso de agressão à mulher na Vila Olímpica

A Polícia carioca está realizando diligencias nesta terça-feira para esclarecer o caso de uma camareira da Vila Olímpica do Rio de Janeiro, que denunciou ter sido agredida por um atleta da delegação búlgara. O crime teria acontecido no domingo (14). De acordo com o depoimento dado à polícia pela vítima, duas outras camareiras também foram agredidas. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Fernando Frazão/ Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 16 de Agosto de 2016 ⋅ 17:29

A  Polícia carioca está realizando diligencias nesta terça-feira para esclarecer o caso de uma camareira da Vila Olímpica do Rio de Janeiro, que denunciou ter sido agredida por um atleta da delegação búlgara. O  crime teria acontecido no domingo (14). De acordo com o depoimento dado à polícia pela vítima, duas outras camareiras também foram agredidas. 

Segundo o depoimento,  as camareiras estavam indo fazer a arrumação do quarto do atleta quando ele saiu e aplicou um golpe contra ela, e  em seguida atacou as outras duas colegas de trabalho.

Já é o terceiro caso registrado de agressão contra camareiras por atletas na Vila. No dia 8 de agosto o boxeador da Namíbia Jona Junias Jonas, de 22 anos, foi preso acusado de ter estuprado uma das profissionais da Vila Olímpica. Menos de uma semana antes, outro pugilista, o marroquino Hassan Sada, também foi preso suspeito de estuprar outras duas camareiras. O atleta negou o ocorrido.

Após a prisão, a delegada Carolina Salomão, da 42ª DP - mesma delegacia para onde o caso de agressão pelo búlgaro foi encaminhada - afirmou: "A gente espera que sirva de exemplo. Para nós, mulheres, é um desrespeito muito grande. Independente da cultura, a lei é o que vale.

Notícias relacionadas