Brasil

Post racista é denunciado ao MP por definir 'preto raiz' e 'preto nutella'

A organização Safernet, que monitora crimes e violações dos direitos humanos na internet, denunciou nesta quinta-feira (16), ao Ministério Público de São Paulo (MP-SP), uma publicação racista, postada na última terça (14), onde pessoas são definidas como "preto raiz" e "preto nutella". [Leia mais...]

[Post racista é denunciado ao MP por definir 'preto raiz' e 'preto nutella']
Foto : Reprodução /Facebook

Por Laura Lorenzo no dia 16 de Fevereiro de 2017 ⋅ 16:51

A organização Safernet, que monitora crimes e violações dos direitos humanos na internet, denunciou nesta quinta-feira (16), ao Ministério Público de São Paulo (MP-SP), uma publicação racista, postada na última terça (14), onde pessoas são definidas como "preto raiz" e "preto nutella". O post foi publicado em um grupo fechado do Facebook e se espalhou nas redes, causando a indignação de internautas. 

A publicação utiliza uma brincadeira que viralizou nas redes sociais, que compara pessoas, objetos e situações à moda antiga, ou seja "de raiz", a uma versão moderna, definida como "Nutella". De acordo com o post, o "preto raiz" seria 'analfabeto', 'usaria corrente' e 'obedeceria ordens do senhor de escravos'. Já o 'nutella' 'usaria turbante', 'questionaria autoridade' e "tem cota para estudar".

A publicação já foi apagada do grupo "Vamos falar de cotidiano, história e filosofia", onde teria sido publicada. Contudo, a imagem continuou a circular nas redes. Ao portal o Globo, o diretor-presidente da Safernet, Thiago Tavares, disse que a organização já sabe da publicação racista. "Recebemos uma denuncia contra essa publicação e do perfil do suposto autor. Os links desses perfis já estão sob analise do MP-SP".

A Safernet e o Ministério Público Federal fazem uma parceria para prevenir e combater a pornografia infantil, a prática de racismo, homofobia, e outras formas de discriminação feitas na internet.  

Notícias relacionadas