Brasil

Companhias aéreas demitem mais de 600 mecânicos de avião, diz sindicato

O Sindicato Nacional dos Aeroviários divulgou nesta quinta-feira (23) que, desde o início de 2016, as companhias aéreas brasileiras já demitiram mais de 600 mecânicos de manutenção preventiva de aviões. Desse número, 550 demissões foram registradas em 2016 e mais de 60 aconteceram em janeiro de 2017. [Leia mais...]

[Companhias aéreas demitem mais de 600 mecânicos de avião, diz sindicato]
Foto : Agência Brasil

Por Yasmin Garrido no dia 23 de Fevereiro de 2017 ⋅ 11:14

O Sindicato Nacional dos Aeroviários divulgou nesta quinta-feira (22) que, desde o início de 2016, as companhias aéreas brasileiras já demitiram mais de 600 mecânicos de manutenção preventiva de aviões. Desse número, 550 demissões foram registradas em 2016 e mais de 60 aconteceram em janeiro de 2017. Com as demissões em série, a Associação Nacional dos Mecânicos de Aeronaves vem realizando inúmeros protestos nos aeroportos do país. 

De acordo com as companhias, a mudança no quadro de funcionários não afeta a segurança dos passageiros. Em resposta, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) declarou que as aeronaves estão mais modernas e não há necessidade de um mecânico para a tarefa de inspeção, por exemplo.

Nas últimas 24 horas, foram registrados dois incidentes com aviões na Grande São Paulo. Na noite da última quarta-feira (22), um avião da Latam apresentou problemas em uma das turbinas no momento da decolagem no Aeroporto de Congonhas, Zona Sul da capital paulista. Já nesta quinta (23), uma aeronave da Avianca fez um pouso de emergência no Aeroporto de Guarulhos, após princípio de incêndio na cabine.

Notícias relacionadas