Brasil

PCC planejava resgatar Marcola de penitenciária de segurança máxima

O grupo de elite da Polícia Militar, (Rota), se deslocou nesta segunda-feira para Presidente Prudente, no interior de São Paulo, após uma investigação apontar que integrantes do PCC pretendiam resgatar Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, líder do grupo criminoso. Marcola está no RDD com outros 12 líderes por determinação da Justiça. [Leia mais…]

[PCC planejava resgatar Marcola de penitenciária de segurança máxima]
Foto : Reprodução/Defesa Net

Por André Teixeira no dia 25 de Abril de 2017 ⋅ 12:07

O grupo de elite da Polícia Militar, Rota, se deslocou nesta segunda-feira (24) para Presidente Prudente, no interior de São Paulo, após uma investigação apontar que integrantes do PCC pretendiam resgatar Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, líder do grupo criminoso. Marcola está no RDD com outros 12 líderes por determinação da Justiça.

De acordo com a investigação 'o PCC pretendia usar a mesma estratégia dos ataques às empresas de transporte de valores no Paraguai'. Os assaltantes fechariam as ruas de acesso ao presídio com veículos e jogariam na via pregos para retardar a chegada da polícia. Durante a operação os criminosos armados com fuzis e 'metralhadora ponto 50 teriam a missão de matar agentes responsáveis pela segurança da penitenciária e detonariam explosivos para derrubar as muralhas'.

A polícia diz ainda 'que pelo menos 30 advogados atuavam como “funcionários” do crime organizado, repassando ordens da cúpula para os subordinados e usando contas bancárias para lavagem de dinheiro'. 

Notícias relacionadas