Brasil

Trabalhadores dos Correios entram em greve por tempo indeterminado

Os trabalhadores dos Correios entram em greve nesta quarta-feira (26), a partir das 22h, por tempo indeterminado. A Fentect afirma que as ameaças de privatização e demissões, o fechamento de agências e o 'desmonte fiscal' da empresa, com diminuição do lucro devido a repasses ao governo e patrocínios, são os principais motivos para a mobilização.

[Trabalhadores dos Correios entram em greve por tempo indeterminado]
Foto : Fernando Frazão/ Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 26 de Abril de 2017 ⋅ 14:54

Os trabalhadores dos Correios entram em greve nesta quarta-feira (26), a partir das 22h, por tempo indeterminado. A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) afirma que as ameaças de privatização e demissões, o fechamento de agências e o 'desmonte fiscal' da empresa, com diminuição do lucro devido a repasses ao governo e patrocínios, são os principais motivos para a mobilização.

A estatal alega que teve prejuízos de R$ 2,1 bilhões em 2015 e R$ 2 bilhões no ano passado, e em dezembro de 2016 foi anunciado um plano de demissão voluntária e o fechamento de agências para reduzir os gastos. A Fentect, contudo, alega que a receita tem crescido.

“O que tem acontecido é um plano de desmonte próprio da empresa, atacando a própria qualidade e universalização do serviço. Faz parte de um projeto privado com interesse de entrar no mercado”, disse a secretária de Imprensa da Federação, Suzy Cristiny.

De acordo com a categoria, a 'privatização' coloca em risco o direito da população aos serviços dos Correios, já que a empresa tem fechado agências em cidades menos lucrativas. “Mais de 200 agências estão sendo fechadas por todo o Brasil. Com isso, muitos moradores do interior e das periferias vão ficar sem o atendimento”, afirmou a Fentect.

Notícias relacionadas

[Sem ação ambiental, país pode ter prejuízo bilionário]
Brasil

Sem ação ambiental, país pode ter prejuízo bilionário

Por Juliana Rodrigues no dia 25 de Agosto de 2019 ⋅ 07:30 em Brasil

Além dos recursos do Fundo Amazônia, paralisado após acusações do ministro Ricardo Salles sobre supostas irregularidades, acordos internacionais e ações filantrópicas pod...