Brasil

Temer sanciona lei que torna porte ilegal de fuzil em crime hediondo

O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira (26) durante evento no Palácio do Planalto, que sancionou a lei que torna a posse ou o porte ilegal de armas de fogo de uso restrito às Forças Armadas, como fuzis, metralhadoras e submetralhadoras, em crime hediondo. [Leia mais...]

[Temer sanciona lei que torna porte ilegal de fuzil em crime hediondo]
Foto : Agência Brasil

Por Paloma Morais no dia 26 de Outubro de 2017 ⋅ 16:35

O presidente Michel Temer anunciou nesta quinta-feira (26) durante evento no Palácio do Planalto, que sancionou a lei que torna a posse ou o porte ilegal de armas de fogo de uso restrito às Forças Armadas, como fuzis, metralhadoras e submetralhadoras, em crime hediondo. O projeto é de autoria do ex-senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), atual prefeito do Rio de Janeiro.

"Quero dizer, e anuncio com muita satisfação, que na manhã de hoje [quinta] eu sancionei esse projeto mencionado pelo prefeito Marcelo Crivella, que impede o uso de armas de porte exclusivo do Exército, da Marinha, da Aeronáutica, porque é isto que aflige o povo do Rio de Janeiro", afirmou o presidente.

O crime hediondo tem penalidades mais duras, como por exemplo, não permissão do pagamento de fiança para a libertação do suspeito e dificuldades para progressão de pena.

Notícias relacionadas