Brasil

Suspeito confessa ter entrado em grupo de WhatsApp para roubar e matar jovem

Um dos três homens suspeitos de envolvimento na morte da jovem que desapareceu após dar carona, combinada em um grupo de WhatsApp, a um desconhecido confessou ter entrado no aplicativo com a intenção prévia de roubar e matar Kelly Cristina Cadamuro, 22 anos, de acordo com informações da polícia. [Leia mais...]

[Suspeito confessa ter entrado em grupo de WhatsApp para roubar e matar jovem]
Foto : Reprodução/ Facebook

Por Luiza Leão no dia 03 de Novembro de 2017 ⋅ 14:38

Um dos três homens suspeitos de envolvimento na morte da jovem que desapareceu após dar carona, combinada em um grupo de WhatsApp, a um desconhecido confessou ter entrado no aplicativo com a intenção prévia de roubar e matar Kelly Cristina Cadamuro, 22 anos, de acordo com informações da polícia. O trio foi detido em São José do Rio Preto, São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (3).

Kelly desapareceu na tarde da última quarta-feira (1°) e o corpo foi encontrado, um dia depois, nu em um córrego entre as cidades de Frutal e Itapagipe, em Minas Gerais. A jovem havia marcado de viajar com um casal pelo aplicativo, no entanto, na hora apenas o homem compareceu.

O trio foi levado para a central de flagrantes em Rio Preto. Imagens das câmeras de segurança de um pedágio ajudaram a polícia a encontrar os suspeitos. Em uma das imagens de um posto de combustíveis, Kelly é vista ao volante. Já na do pedágio, o carro da jovem é registrado sendo dirigido por um homem.

Notícias relacionadas