Brasil

Chefe de gabinete de Doria é demitido por dificultar transparência na Prefeitura de SP

O chefe de gabinete da Secretaria Especial de Comunicação, Lucas Tavares, foi demitido pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). Ele foi gravado em uma reunião em que buscava dificultar o acesso a informações públicas solicitadas por meio da Lei de Acesso à Informação. De acordo com Doria, ele "falou o que não devia e agiu como não deveria". Pela manhã, ele havia dito que "não havia orientação" para a servidores agirem dessa maneira. [Leia mais...]

[Chefe de gabinete de Doria é demitido por dificultar transparência na Prefeitura de SP]
Foto : Divulgação

Por Matheus Morais no dia 08 de Novembro de 2017 ⋅ 12:16

O chefe de gabinete da Secretaria Especial de Comunicação, Lucas Tavares, foi demitido pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). Ele foi gravado em uma reunião em que buscava dificultar o acesso a informações públicas solicitadas por meio da Lei de Acesso à Informação. De acordo com Doria, ele "falou o que não devia e agiu como não deveria". Pela manhã, ele havia dito que "não havia orientação" para a servidores agirem dessa maneira.

Tavares chegou a afirmar, durante a reunião da Comissão Municipal de Acesso à Informação (CMAI) que, dentro do que for “formal e legal”, vai “botar pra dificultar” e que, se a resposta demorar a chegar, o jornalista vai “desistir da matéria”. Para especialistas, a prática pode constituir improbidade administrativa e prevaricação.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a Prefeitura de São Paulo tem a preocupação com informações que atingem pontos sensíveis para a gestão, como o número de operações tapa-buraco e de fiscais nas prefeituras regionais e os dados da Saúde, por exemplo. Na reunião, ocorrida em 16 de agosto, na Controladoria-Geral do Município, estavam outros sete representantes da Prefeitura, entre técnicos, secretários adjuntos e a então controladora-geral, Laura Mendes.

“Como buraco é sempre matéria por motivos óbvios - a cidade parece um queijo suíço, de fato -, e a gente está com problema de orçamento, porque precisaria recapear tudo, então tem matéria nisso. Agora, dentro do que é formal e legal, o que eu puder dificultar a vida da Roberta (Roberta Giacomoni, jornalista da TV Globo), eu vou botar pra dificultar, sendo muito franco”, diz Tavares ao analisar pedido da profissional, que foi indeferido.

Notícias relacionadas