Quinta-feira, 05 de agosto de 2021

Brasil

Ao aceitar denúncia, Justiça torna 14 réus por associação criminosa no trecho norte do Rodoanel

Não houve pedidos de prisão

Ao aceitar denúncia, Justiça torna 14 réus por associação criminosa no trecho norte do Rodoanel

Foto: Marcia Yamamoto/Alesp

Por: Marina Hortélio no dia 03 de outubro de 2018 às 17:20

Ao acatar a denúncia do Ministério Público Federal, a Justiça Federal tornou réus 14 pessoas acusadas de participar de um esquema que desviou cerca de R$ 625 milhões das obras do trecho Norte do Rodoanel. Não houve pedidos de prisão.

Entre os investigados estão o ex-presidente da Dersa e ex-secretário de Transportes do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), Laurence Casagrande Lourenço, além do diretor de engenharia da estatal, Pedro da Silva. Ambos são acusados de associação criminosa, fraude à licitação e falsidade ideológica.

De acordo com a denúncia feita pelo MPF em 27 de julho, o grupo fraudou contratos no trecho norte do Rodoanel de outubro de 2014 até a junho de 2018. As obras do local começaram em 2013, mas não foram concluídas.

Ao aceitar denúncia, Justiça torna 14 réus por associação criminosa no trecho norte do Rodoanel - Metro 1