Brasil

Jovem que teve corpo marcado com canivete pode ter se automutilado, diz perícia

Laudo divulgado nesta semana aponta que lesões foram "superficiais, contínuas, uniformes e sem profundidade"

[Jovem que teve corpo marcado com canivete pode ter se automutilado, diz perícia]
Foto : Reprodução / Facebook

Por Juliana Rodrigues no dia 24 de Outubro de 2018 ⋅ 10:40

O Instituto Geral de Perícias (IGP) de Porto Alegre concluiu nesta semana a apuração do caso da jovem de 19 anos que teve o corpo marcado com um objeto cortante, no último dia 8.

Segundo o laudo pericial, as lesões foram superficiais, contínuas, uniformes e sem profundidade, em região do corpo facilmente acessível pela vítima. O documento sugere que a própria vítima pode ter provocado o ferimento ou consentido para que ele tenha sido feito.

"Conclui-se que a figura produzida poderia ser mais facilmente produzida com o consentimento ou com a colaboração da própria periciada, ou, alternativamente, ao menos, com marcada incapacidade dela em reagir, ainda que involuntariamente, aos estímulos que seriam esperados diante de uma agressão", aponta o laudo.

A polícia ainda investiga o fato para comprovar a autoria. A defesa da jovem não se pronunciou.

Notícias relacionadas