Brasil

Justiça do Rio determina exclusão de vídeos de apoio a Haddad com música de Kid Abelha

A frase "amor com jeito de virada", da música "Pintura Íntima", foi usada por apoiadores do Haddad

[Justiça do Rio determina exclusão de vídeos de apoio a Haddad com música de Kid Abelha]
Foto : Jota Pê Correia

Por Marina Hortélio no dia 28 de Outubro de 2018 ⋅ 17:30

Após pedido da cantora Paula Toller, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro determinou a exclusão das redes sociais de vídeos que utilizaram trecho da música "Pintura Íntima", da banda Kid Abelha, para fazer campanha em favor de Fernando Haddad (PT).

Segundo o juiz Mauro Nicolau Junior, coordenador de fiscalização da propaganda eleitoral, a música da banda da qual Paula fazia parte foi usada para propaganda eleitoral sem o consentimento da artista.

Os vídeos, que foram publicados por apoiadores de Haddad nas redes sociais, os vídeos mostravam trecho em que Paula canta a frase "amor com jeito de virada", que foi retirado da gravação do DVD acústico da banda Kid Abelha. 

O vídeo, cuja utilização não foi autorizada pela banda, fazia alusão a uma eventual virada do petista no segundo turno da eleição.

Notícias relacionadas