Brasil

STJ nega pedido do MPF e mantém João de Deus internado

Médium foi levado para o Instituto de Neurologia de Goiânia devido a um aneurisma abdominal

[STJ nega pedido do MPF e mantém João de Deus internado]
Foto : Rodrigo Gonçalves / G1

Por Juliana Rodrigues no dia 12 de Abril de 2019 ⋅ 09:20

O colegiado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou um pedido do Ministério Público Federal para que João de Deus voltasse à prisão. Com a decisão, fica mantida a determinação do ministro Nefi Cordeiro, para que o médium permaneça internado no Instituto de Neurologia de Goiânia. O líder religioso está preso desde 16 de dezembro de 2018 e é réu por abusos sexuais, mas nega os crimes.

O MPF havia entrado com pedido para revisão da decisão liminar, alegando que a prisão cautelar do paciente era necessária e solicitando nova perícia médica para avaliar a situação de saúde de João de Deus. No entanto, o STJ afirmou que o motivo de autorizar a internação do médium não é a falta de provas para que ele fique preso e sim “direito fundamental à saúde do paciente”.

João de Deus está internado na unidade de saúde desde o último dia 22, após um laudo, feito a pedido da defesa do médium, apontar que ele tem um aneurisma na região abdominal e corre risco de morrer caso a dilatação se rompa.

Notícias relacionadas