Brasil

Moro defende que empresas deem oportunidades de trabalho a presos

"Temos que acreditar na ressocialização do preso. Nunca podemos perder a fé e a esperança de que as pessoas podem se redimir", completou

[Moro defende que empresas deem oportunidades de trabalho a presos]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Kamille Martinho no dia 06 de Maio de 2019 ⋅ 17:00

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu hoje (6), que as empresas brasileiras contratem pessoas que cumprem pena ou que deixaram o sistema prisional. Para o ministro, é importante que os empresários ofereçam oportunidades aos presos que buscam uma oportunidade de se reinserir na sociedade por meio do trabalho e do estudo.

"Temos que acreditar na ressocialização do preso. Este é um objetivo importante. Nunca podemos perder a fé e a esperança de que as pessoas podem se redimir. E uma das melhores maneiras é dar uma oportunidade para estas pessoas”, disse o ministro durante a cerimônia de entrega do Selo Resgata a 198 empresas de 15 estados. 

O selo, lançado no fim de 2017 pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, é uma estratégia federal de estímulo às empresas públicas e privadas, bem como a órgãos públicos e empreendimentos de economia solidária, para que contratem pessoas privadas de liberdade que estejam cumprindo penas alternativas ou que já tenham deixado o sistema prisional.

Notícias relacionadas