Brasil

STM libera 9 dos militares que fuzilaram carro de músico no Rio

Outros 3 militares envolvidos já haviam sido libertados

[STM libera 9 dos militares que fuzilaram carro de músico no Rio]
Foto : Fábio Teixeira/AP

Por Catarina Lopes no dia 23 de Maio de 2019 ⋅ 18:20

O Superior Tribunal Militar (STM) decidiu hoje (23) conceder liberdade aos nove militares envolvidos na morte do músico Evaldo dos Santos Rosa e do catador Luciano Macedo. Eles estavam presos desde abril, junto com os outros três envolvidos no crime, também já liberados.

O advogado responsável pela defesa dos militares, Paulo Henrique Pinto de Melo, comentou a decisão. "É o resultado que a defesa esperava. É a correta aplicação da lei penal. A defesa pacientemente esperou por 50 dias", afirmou.

Os 12 réus irão responder por homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificada e omissão de socorro. De acordo com a Polícia Civil, o carro do músico foi fuzilado com mais de 80 tiros, que mataram Evaldo. Sua família, que também estava no veículo, conseguiu escapar, mas o catador Luciano Maceno, que tentou ajudá-los, foi atingido e morreu dias depois.

Notícias relacionadas

[Inscrições para o Prouni se encerram hoje]
Brasil

Inscrições para o Prouni se encerram hoje

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Junho de 2019 ⋅ 14:20 em Brasil

Programa oferece cerca de 169 mil vagas, sendo 68 mil de bolsas de estudo integrais e 101,1 mil para bolsas parciais

[Morre, aos 76 anos, jornalista Clóvis Rossi ]
Brasil

Morre, aos 76 anos, jornalista Clóvis Rossi 

Por Alexandre Galvão no dia 14 de Junho de 2019 ⋅ 07:48 em Brasil

Nascido em 25 de janeiro de 1943 no bairro do Bexiga, em São Paulo, filho de seu Olavo, vendedor de máquinas pesadas, e dona Olga, artesã de grinaldas e buquês de flores,...

[Bolsonaro pede desculpas a Maria do Rosário]
Brasil

Bolsonaro pede desculpas a Maria do Rosário

Por Kamille Martinho no dia 13 de Junho de 2019 ⋅ 16:20 em Brasil

O pedido é o cumprimento de uma determinação judicial, após o presidente afirmar que a deputada "não merecia ser estuprada"