Brasil

Polícia detalha investigação sobre morte do marido de Flordelis e diz que motivação 'não está definida'

Pastor Anderson do Carmo foi morto a tiros na madrugada do último domingo (16)

[Polícia detalha investigação sobre morte do marido de Flordelis e diz que motivação 'não está definida']
Foto : Reprodução

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Junho de 2019 ⋅ 12:23

A titular da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, Barbara Lomba, detalhou, na manhã de hoje (21), o andamento da investigação sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo. O marido da deputada Flordelis (PSD-RJ) foi morto a tiros na madrugada do último domingo (16). 

Segundo a delegada, a motivação do crime ainda não está clara. "Pode ser mais de uma motivação. A polícia não pode trabalhar com uma semana e resolver, pois já risco de conduzir de forma inadequada", explicou Lomba, ressaltando que, embora um dos filhos tenha admitido ter atirado, apenas a confissão não é suficiente para definir a motivação.

Dois filhos da parlamentar – Lucas dos Santos, de 18 anos, e Flávio dos Santos, 38 – estão presos por suspeita de envolvimento na morte do pastor. O laudo da necropsia aponta que o corpo de Anderson tinha 30 perfurações. Ontem (20), a Polícia Civil informou que um terceiro filho disse em depoimento que suspeitava do envolvimento da deputada Flordelis e de outras 3 filhas no crime. Segundo o jovem, uma delas ofereceu R$ 10 mil ao irmão Lucas dos Santos para matar o pastor.

Por meio de sua assessoria, a deputada afirmou que não irá se pronunciar sobre o assunto.

Notícias relacionadas