Sexta-feira, 03 de dezembro de 2021

Brasil

Família de advogada presa por racismo em BH pede desculpa e diz que ela tem transtornos psíquicos

Natália Dupin teria dito: "não gosto de negro, sou racista mesmo"

Família de advogada presa por racismo em BH pede desculpa e diz que ela tem transtornos psíquicos

Foto: Reprodução/TV Globo

Por: Marcela Vilar no dia 08 de dezembro de 2019 às 14:30

A família da advogada Natália Burza Gomes Dupin, presa semana passada por injúria racial a um taxista, divulgou hoje (8) uma nota com um pedido de desculpas à vítima e alegou que ela tem problemas psíquicos. Segundo a família, Natália sofre há anos de problemas mentais e "já agrediu de forma física e moral muitas pessoas, inclusive sua própria família".

Natália foi presa na quinta-feira (5) após dizer ao taxista Luiz Carlos Alves Fernandes, de 51 anos, que não pegaria o táxi dele porque ela não andava com "preto". Segundo a PM, Natália teria dito: "eu não gosto de negro, sou racista, sou racista mesmo". Na sequência, ela ainda cuspiu no pé dele. Natália ficou presa até ontem (7), após pagar uma fiança no valor de R$ 10 mil. 

Na nota, a família pede desculpas ao taxista. "Racismo é uma realidade brutal e inaceitável (...) Sabemos que alegar doença mental no nosso país é algo que foi banalizado. Não é esse o caso (...) Nossa irmã (...) já foi internada, já recebeu eletroconvulsoterapia. Nas últimas semanas, tentávamos uma vaga em um hospital psiquiátrico, mas infelizemente, não conseguimos", afirmam os familiares. 

Família de advogada presa por racismo em BH pede desculpa e diz que ela tem transtornos psíquicos - Metro 1