Brasil

Confederação Israelita diz que citação a ministro de Hitler é ‘inaceitável’ e pede afastamento de Alvim

‘Um sinal assustador da sua visão de cultura, que deve ser combatida’, escreveu a Conib

[Confederação Israelita diz que citação a ministro de Hitler é ‘inaceitável’ e pede afastamento de Alvim]
Foto : Reprodução/Twitter

Por Lara Curcino no dia 17 de Janeiro de 2020 ⋅ 11:20

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) se posicionou hoje (17) fortemente contra o vídeo publicado ontem nas redes sociais pela Secretaria Especial da Cultura, em que o titular da pasta, Roberto Alvim, cita discurso do ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels.

De acordo com a nota, é “inaceitável o uso de discurso nazista pelo secretário da Cultura do governo Bolsonaro, Roberto Alvim". "Emular a visão do ministro da Propaganda nazista de Hitler, Joseph Goebbels, é um sinal assustador da sua visão de cultura, que deve ser combatida e contida", diz o comunicado. A Conib pede ainda afastamento de Alvim.

A publicação é utilizada para divulgar o Prêmio Nacional das Artes, lançado horas antes em transmissão ao vivo na internet em que estava presente o presidente Jair Bolsonaro. No vídeo, Alvim cita quase que ipsis litteris trecho de famosa fala de Goebbels. 

“A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada”, disse o secretário.

O discurso do alemão diz: “A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada."

Notícias relacionadas