Brasil

Roberto Alvim diz desconfiar de 'ação satânica' por trás de vídeo e de sua demissão

Ex-secretário encaminhou a mensagem em grupos de WhatsApp

[Roberto Alvim diz desconfiar de 'ação satânica' por trás de vídeo e de sua demissão]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 20 de Janeiro de 2020 ⋅ 14:24

Após ser demitido por Jair Bolsonaro após imitar um discurso nazista, Roberto Alvim compartilhou uma mensagem em grupos de WhatsApp em que diz desconfiar que uma "ação satânica" tenha provocado a sua saída da Secretaria Especial da Cultura.

"Foi tudo uma série terrível de eventos e coincidências que levaram a essa catástrofe... Estou orando sem parar, e começo a desconfiar não de uma ação humana, mas de uma ação satânica em toda essa horrível história", diz o texto publicado nas redes sociais pelo cineasta Josias Teófilo.

Alvim foi exonerado na última sexta-feira (17). Na quinta ele publicou um vídeo em que fez o uso de trechos de um discurso do ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels.

Notícias relacionadas